Project 365 – 049/365

Imagem

 

PINTAR O CABELO, INTERNET LENTA E LIVROS

Esta semana está sendo um tanto quanto diferente para mim. Primeiro que eu pintei o cabelo. Pintar não é bem a palavra quando na verdade eu mais o descolori do que colori. Pintei de loiro (louro, sei lá qual é o certo). Em toda a minha vida, eu nunca pintei o meu cabelo de loiro. Já pintei de ruivo, já fiz luzes loiras, já fiz luzes vermelhas (isso na época em que eu tinha cabelo comprido), mas nunca havia pintado de loiro. No sábado comprei os materiais para pintar o cabelo. Comprei o descolorante e a tinta (a mais clara que existia na loja). Cheguei em casa, mexi um pouco na internet, e resolvi pintar as madeixas. Preparei as misturas lá, descolori o cabelo, e apliquei a tinta. Para o meu desespero, parece que a tinta não pegou direito, e meu cabelo ficou num tom de amarelo muito ofuscante. Mas esse detalhe eu só fui reparar no domingo. Quase entrando em total desespero, peguei meu carro, desci até a cidade, e na primeira farmácia aberta que encontrei no caminho, parei e comprei uma tinta um pouco mais escura pra passar nos cabelos amarelos. Cheguei em casa, e taquei a tinta no cabelo, e rezei cinco terços pra que ela escurecesse bastante aquele amarelo horroroso. Prova de que Deus não está nem aí pra cor do seu cabelo, tomei banho e vi que não havia mudado muita coisa. Só o ofuscante do amarelo saiu, porque continuo loira, tipo, MUITO loira, a propósito (vide foto do post de ontem). Hoje comprei uma tinta que finalmente vai escurecer essa coisa, só que para a minha surpresa, estou começando a gostar de ficar com o cabelo loiro assim. Portanto deixei pra pintar o cabelo mais pra frente, talvez no fim de semana, quem sabe. 

Hoje eu esqueci totalmente que era dia de ver The Walking Dead. Tomada por um momento de boa memória, acessei o site do baixartv.com e coloquei pra baixar o episódio de hoje. Acreditem ou não, estou há mais de uma hora e meia esperando isso baixar, e ainda falta 36 minutos. São só 165mb, mas está levando uma eternidade pra chegar até mim este episódio. Internet lenta é besteira. 

A foto de hoje aqui é uma amostra do que me espera toda noite, quando me deito na cama: meu ‘livros’ de cabeceira. Meu tablet (o da direita), o Kobo Mini (o do meio, com a tela branca, que a propósito, faz jus à expressão ‘livros de cabeceira’) e meu celular (o da esquerda), que é o maldito que me acorda todo dia. 

Comecei a ler três livros simultaneamente no Kobo. Um deles é o livro do Izzy Nobre (Todo dia tem uma merda), os outros dois são livros que falam sobre ciência, um deles do Stephen Hawking (O Universo Numa Casca de Noz) e o outro é do Marcelo Gleiser (A Dança do Universo). Faltam 10 páginas para eu terminar de ler o livro do Izzy. É um dos livros que eu mais gosto de indicar para as pessoas, porque é divertidíssimo e de fácil leitura, ao contrário dos outros dois que peguei pra ler, embora sejam muito bons. 

Bom, por hoje é só. 

Até amanhã.

(:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s