Project 365 – 044/365

Imagem

 

JEJUM DA QUARESMA, VIDEOGAME PORTÁTIL E CARNAVAL

Hoje começou mais uma quaresma. Embora eu não acredite na existência de Deus da forma como as religiões pregam (acredito no Deus de Espinosa, como disse Albert Einstein, “Acredito no Deus de Espinosa, que se revela na harmonia ordeira daquilo que existe, e não num Deus que se interesse pelo destino e pelos atos dos seres humanos”), eu costumo pagar certas penitências na quaresma, com fins puramente acadêmicos. Como já mencionei aqui, em 2011, durante a quaresma, eu fiz jejum de pão e água, e em 2012, jejum de líquidos. Este ano pensei em refazer o jejum de pão e água, mas a visão de ter que ficar sem café assombrou a minha mente, e eu desisti desta ideia. Parti para o jejum de líquidos, que é mais tranquilo de ser feito. Posso continuar tomando meu café com leite, sem ficar com dores de cabeça de sono o dia inteiro. Hoje tomei leite com café, sucos e a noite fiz uma sopa bem legal para o jantar. 

O interessante disso é ver a reação das pessoas quando você diz que está se alimentando somente de líquidos, ou como foi em 2011, sobrevivendo a pão e água. Muita gente acha isso completamente insano, coisa de doido. EU já analiso de uma forma diferente. Primeiro que em tempos normais (não na quaresma), eu costumo comer somente quando tenho fome, porque desacredito da ideia de que temos que almoçar todos os dias ao meio-dia, jantar às oito da noite, e essas regras cronológicas modernas. Passei a fazer isso, e o resultado foi muito legal. Embora tenhamos muita comodidade, facilidade e conforto hoje em dia, eu ainda acredito que a vida não necessita de tanta coisa complicada. Acredito muito na vida como era no tempo das cavernas. Não havia relógio naquela época. Os homens da caverna se alimentavam apenas quando sentiam fome, como agem os animais. Acredito nesta forma de levar a vida. Não me prendo a regras cotidianas, acho isso muita neurose pra cabeça do ser humano, e essa de almoçar, tomar lanche da tarde, jantar, sempre no mesmo horário (algumas vezes as pessoas comem sem nem sentir fome, mas comem porque está na hora de comer), acho a regra mais desnecessária do cotidiano do ser humano. Há mais de 3 anos que eu só me alimento quando sinto fome, e não morri por causa disso. Aliás, consegui emagrecer e hoje mantenho meu peso ideal com essa ‘técnica’, que na minha visão não é técnica coisa nenhuma, é herança genética. 

Hoje finalmente chegou meu videogame portátil, imitação barata do PSP da Sony. O produto veio da China, e eu estava desesperada pra botar as mãos nele. Uma pena, porque ele veio com um defeitinho, acredito eu, na bateria. O que inviabiliza toda a experiência de se ter um videogame portátil. Ele só funciona plugado na energia. Se eu quisesse um console que precisa ser plugado na energia pra funcionar, tinha comprado um Super Nintendo, um Mega Drive ou sei lá, na pior das hipóteses, um Atari. Óbvio que eu não compraria um portátil para ele viver conectado na energia. É contraproducente. Portanto, já resolvi tudo com a moça que me vendeu o produto, e amanhã, no mais tardar na sexta-feira, estarei reenviando-o para ela, e ela me enviará um novo. Olha que beleza. Só espero que este novo não venha com defeito nenhum. Porque como disse o PC Siqueira em um dos vídeos antigos dele, geralmente a gente compra aparelhos eletrônicos e eles NUNCA funcionam da primeira vez, isso é regra. 

Hoje foi aquele dia em que nós, lá na loja da minha mãe, ligamos a tv a única vez no ano. Tem uma tv na loja da minha mãe, que só é ligada para ver a apuração dos desfiles de Carnaval do Rio de Janeiro. É tradição isso já. Vez ou outra meu pai liga a tv em dezembro, quando trabalhamos a noite, mas isso é raro, porque a minha mãe não curte muito que a tv fique ligada, porque atrapalha de ouvir os clientes e desconcentra quem está atendendo. Mas quarta-feira de cinzas é sagrada, tem que ligar a tv às 16:00 pra ouvir aquele cara chato narrar as notas das escolas de samba. Esse ano a Mangueira ficou em 8º lugar. Um bom lugar pra quem atrasou 6 minutos (e consequentemente perdeu 0.6 de nota já no início da apuração) pra terminar o desfile. Se o problema fosse somente os pontos a menos por causa do atraso, ela só subiria uma posição, ficando a frente da Portela (isso sem levar em conta as consequências que o atraso proporcionou na atribuição das notas em outros quesitos, como Evolução, por exemplo). A Mangueira é uma boa escola, embora muita gente teime em dizer que ela “já foi” uma boa escola, agora está em decadência, após a morte do Mestre Jamelão. Não acredito muito nisso. Ela passou por momentos difíceis, mas ano passado ela já mostrou para o que tem vindo, com a parada histórica da bateria (com mais de 3 minutos, somente com a escola cantando, sem bateria), e este ano, com duas baterias, que se intercalavam, de acordo com os comandos do mestre de bateria. Não é a toa que ela recebeu o Estandarte de Ouro, como sendo o melhor desfile de 2013. O melhor desfile, que de tão bom, não queria sair da Marquês de Sapucaí. 

 

Por hoje é só.

Até amanhã!

(:

Anúncios

Project 365 – 038/365

peso2

Essa imagem é a descrição perfeita do que é ter tédio nas férias, somado à vontade de voltar às aulas.
Só para esclarecer, a figura é um gráfico do meu peso, desde janeiro de 2012 (quando comecei a correr/praticar exercícios regularmente e a anotar o meu peso pelo menos uma vez por semana). Como pode-se ver no gráfico, eu não levei muito a sério a coisa toda de ficar anotando toda semana o peso.
Isso é de 2012 e 2013, mas saibam todos que em 2010 eu cheguei a pesar 72 kg. Graças aos jejuns de quaresma de 2011 e 2012, eu consegui reduzir de forma significativa o meu peso.
Para quem não sabe, em 2011 eu fiz jejum de pão e água (isso mesmo, passei a quaresma toda somente à base de pão e água), e em 2012 eu fiz jejum de líquidos (a regra desta vez era somente ingerir alimentos líquidos, em sua essência, ou seja, nada de bater um hamburguer no liquidificador e beber, os alimentos, no caso bebidas e sopas, deveriam ser por natureza líquidos). O jejum de 2011 foi mais significativo, talvez por ter sido o primeiro que fiz, e levei muito a sério.

Ainda estou pensando no que irá se basear o ‘jejum’ de quaresma deste ano, embora eu não siga nenhuma religião, a demarcação dos dias da quaresma me são importantes, porque ajudam a delimitar um período para a execução de determinada tarefa, como no caso, o jejum.

Para este ano cogitei não somente fazer um jejum de alimentos, mas também algo mais voltado ao âmbito moral, cidadão. Algo do tipo tentar ficar a quaresma toda sem falar palavrão (coisa que eu falo, pelo menos umas 5 vezes por dia).
Ainda tenho o carnaval todo para pensar sobre isso..
(:

PS: A imagem ficou pequena, cliquem sobre ela que ela abre em full size em uma nova janela/aba/sei lá..

“Que se inicie.. o banquete!”

Jejum 2012 – Dia 1

Pensando em um título para esse primeiro post sobre o meu Jejum 2012, não me veio nada na cabeça além dessa frase de Dumbledore, do filme Harry Potter. Mesmo não sendo um banquete que se inicia, tá valendo.

Para o primeiro dia, posso dizer que me esforcei um pouco, mas não foi possível levar adiante o jejum de água e suco, somente. Passei o dia com dores de cabeça, e mesmo sabendo que elas passam dentro de 4 a 5 dias do início do jejum, preferi não arriscar. Tenho muitas coisas a fazer, e com dor de cabeça fica inviável.

Aí vai o cardápio do dia:

– Meia jarra (cerca de 1 litro) de suco Tang de abacaxi.

– 1 litro de água

– Meio copo de chá matte

– 1 copo de leite com café

 

Ingeri pouco mais de 2 litros de líquidos no primeiro dia de jejum de líquidos da quaresma. Diferentemente do ano passado, em que passei 47 dias comendo pão e água, este ano aboli o pão, para que dentro em breve, consiga suportar a mesma quantidade de dias somente com água (mesmo sabendo que isso é um tanto quanto difícil, para alguém com a vida agitada que eu tenho).

 

Faltam 44 dias.